As asinhas do Centrão

05.08.22

Jair Bolsonaro sofre com atritos internos na campanha, especialmente com o PP, que abriu negociações com PT nos estados. Cobrado, Ciro Nogueira mandou o partido vetar coligações com petistas, apesar das avançadas articulações no Piauí, na Bahia, no Ceará e em Mato Grosso. A questão, porém, não está pacificada e muitos dirigentes regionais do PP vão subir no palanque de Lula. A crise no PP inclui ainda articulações de Arthur Lira junto a legendas de esquerda visando à reeleição para o comando da Câmara, caso consiga um novo mandato por Alagoas em outubro. Lira tem prometido entregar lideranças a PCdoB, PV, PP e PSB. Bolsonaro se irritou com a movimentação e mandou dizer que quem define as lideranças é ele. Lira reagiu, suspendendo a votação do PL antiterrorismo, de iniciativa do governo e que criminaliza atos violentos durante protestos.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéCiro Nogueira: ele vetou coligações com o PT

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Está chegando a hora da grande negociação entre este centrão ladrão e os interessados nos apoios de última hora por parte dos seus chefes como os presidentes da câmara e do senado, o Ciro Nogeira e companhia. A emenda do relator com os milhões disponibilizados por sí só não é suficiente. querem muito mais. Certamente que na casa dos bilhões. Todos PICARETAS.

  2. O Bolsonaro tem que ficar esperto. Dizem que quando o amigo é certo, relaciona-se com um olho fechado e o outro aberto, mas neste caso, sequer existem amigos, só tem canalhas e falsos. Patifes mesmo. Mas sobretudo o povo que elege e reelege estes patifes lesa pátria, interesseiros e corruptos até a alma.

  3. "Entrei de gaiato no navio... entrei, entrei, entrei pelo cano..." Ratos quando sabem que o navio vai afundar, logo pulam do convés...

  4. No final desta ópera bufa, morrerão todos com seus próprios venenos, que é o que têm de sobra para as últimas batalhas do salve-se quem puder almejar mais poder e dinheiro no bolso. Vai ser uma briga de foice no escuro. E o povo que se exploda.

  5. É só uma suruba geral, nada a ver com representação política do cidadão. Nosso estado democrático de direito é só isso mesmo.

  6. Os RATOS, já pressentindo o barco afundar, começam a andar no convés, a procura de um bote Salvador.... O pior, é que nos botes, há outros RATOS que estão muito esfomeados... No final, vai ser RATO mordendo RATO...

Mais notícias
Assine agora
TOPO