Reprodução

Atentado frustrado iraniano na Turquia emite alerta para a América Latina

23.06.22 18:51

A teocracia iraniana está ativamente tentando realizar atentados contra israelenses ao redor do mundo.

Nesta quinta, 23, a agência turca de inteligência revelou que interceptou um atentado terrorista iraniano em Istambul. O serviço secreto israelense, o Mossad, colaborou com a operação.

Entre os alvos estavam um ex-embaixador israelense e sua esposa, que estavam hospedados em um hotel de Istambul.

Dez suspeitos foram presos na sexta, 17, dia marcado para o atentado. Entre eles havia atiradores de elite.

Os iranianos, alguns deles da Guarda Revolucionária Iraniana, estavam vestidos como estudantes, empresários e turistas, para capturar os israelenses.

Os israelenses foram levados a salvo para Tel Aviv em aviões privados do Mossad.

Em outro caso, agentes especiais evacuaram os cidadãos israelenses pouco antes de os iranianos chegarem ao hotel.

O Irã está por trás dessas tentativas de ataques terroristas. A inteligência não deixa dúvidas sobre isso. Não estamos falando apenas do assassinato de turistas israelenses inocentes, mas também de uma clara violação da soberania turca pelo terror iraniano. Nenhum país deve tolerar o terror em seu solo”, disse o ministro de Relações Exteriores de Israel, Yair Lapid (foto).

Logo após o fracasso do atentado, o chefe de inteligência da Guarda Revolucionária do Irã, Hossein Taeb, foi exonerado. Antes de assumir seu último posto, ele tinha trabalhado para o líder supremo do Irã, Ali Khamenei.

Acredita-se que a atual ânsia iraniana em atacar israelenses se deve ao suposto assassinato de dois oficiais da Guarda Revolucionária Iraniana nas últimas semanas. Os eventos estão sendo atribuídos a Israel.

Com o Irã ativamente caçando israelenses pelo mundo — algo que, aliás, não tem nada de novo — países da América Latina devem redobrar a vigilância com operações secretas iranianas.

Na segunda, 6 de junho, um Boeing 747 de uma companhia venezuelana, pilotado por iranianos, foi detido no aeroporto de Ezeiza, em Buenos Aires. O avião era de propriedade de uma empresa iraniana, que hoje está sob sanções americanas por ser usada no transporte de armas.

O piloto do Boeing 747 era o iraniano Gholamreza Ghasemi, que tem relação com a Força Quds, braço da Guarda Revolucionária do Irã. As investigações prosseguem na Argentina.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Israelenses no mundo cuidado , olho vivo, fanatismo religioso é terrivel, na America Latina existe o fanatismo mas não violento assim, mas temos aqui corrupção,fome,ditaduras,misérias e tudo isso ajuda na hora de atentar contra os israelenses na America Latina - Dinheiro.

  2. Nada contra israelenses, MENOS ainda contra iranianos. Sou cristão. Não posso entender a ira entre esses dois grupos. Sei que a Lei mosaica fala no "olho por olho, dente por dente..." e que Maomé não era do tipo que levava desaforo pra casa. Israel ocupa um espaço palestino desde o fim da 2° guerra. A Alemanha e o Japão começaram a guerra. Perderam. Mas quem foi penalizado foram os palestinos. Pq não deram a Floresta Negra (Alemanha) pros israelenses? Ou a Floresta dos Suicidas (Japão)?

  3. Promovem atentados como se planejassem acabar com um formigueiro! Tem coisas q não fazem sentido sob nenhum ponto de vista! Deve ser loucura, desvio...

  4. Os "supremos" tiranetes do Irã (fraudulentos invocadores de "deus") já deveriam ter sido defenestrados do planeta, para o bem da humanidade, assim como também o Putin, o Maduro, o Assad... o Saddam Hussein foi enforcado; o Muamar Kadaffi foi empalado pelo povo; o carregador da maleta de comando atômico do Putin se matou ontem, em um ato interpretável , sob alguns ângulos, de impotente reprovação ao chefe; enfim, o mundo tem que ficar livre desses supremos comandantes malfeitores.

Mais notícias
Assine agora
TOPO